Mudanças na relação do consumidor com a comida deixa setor mais competitivo

February 25, 2020

 

Sobrevivência: este era o sentimento quando o ser humano buscava por comida há milhares de anos. Ao longo dos séculos, a relação entre o homem e a alimentação se transformou e hoje significa muito mais do que isso. Esse processo evolutivo é contínuo e o setor gastronômico precisa ficar atento às constantes mudanças.

 

A alimentação como ato de sobrevivência é uma realidade que nunca vai deixar de existir. Diariamente, o ser humano precisa, por questões fisiológicas, alimentar-se. O que vem mudando, no entanto, ao longo dos anos é que o ato de comer tornou-se uma experiência muito maior, que inclui objetivos mais abstratos como prazer, satisfação e sociabilidade.

 

Para a maioria das pessoas, comer é prazeroso. Impulsionado pelos programas de TV e o turismo gastronômico, a experiência de preparar ou experimentar pratos diferentes, com texturas, cores e sabores até então desconhecidos tornou-se quase obrigatório.

 

Quanto à satisfação, o consumidor passou a ser mais exigente. Com acesso à informação sobre os alimentos, as pessoas começaram a dar preferência aos de qualidade, frescos e naturais. Nos últimos anos, por exemplo, o setor de alimentação saudável e bem-estar cresceu mais de 98% no Brasil, segundo esta pesquisa.

 

Sem contar a tendência mundial que começa a ganhar força no Brasil de consciência sobre a origem dos alimentos. Não por acaso, o mercado vegano, que atende pessoas que não consomem nada de origem animal, cresce no país. Por enquanto, não há dados concretos sobre o número de adeptos, mas estima-se que 4% da população seja de vegetarianos, muitos deles, veganos. A tendência é de mais expansão.

 

Além disso, comer continua sendo uma experiência social, ainda mais na era digital em que sociabilidade e as conexões reais tornam-se fundamentais para a saúde mental.

 

A experiência gastronômica e os desafios do setor gastronômico

Sobretudo nos últimos anos, a experiência é um fator decisivo na hora do consumidor escolher o ambiente para comer. Do atendimento à apresentação do prato, tudo é levado em conta por ele.

Seja em cafeterias, restaurantes, bares, confeitarias, pubs e até food trucks, a busca por uma vivência memorável e transformadora é mais comum entre aqueles que optam por comer fora. Afinal de contas, o consumidor hoje relaciona a ida a um restaurante, por exemplo, com um momento carregado de emoções.

 

Com tantas transformações na relação do homem com a comida, o setor gastronômico fica ainda mais competitivo, investindo em equipamentos mais sofisticados e tecnológicos, que produzem mais rápido, extraem mais nutrientes e ainda diminuem o desperdício de alimentos. Há também uma certa atenção na redução de recursos naturais, como água, energia, óleo e gás. Isso tudo para oferecer experiência ao consumidor que exige esperar pouco tempo para degustar uma comida saborosa, fresca e de qualidade, que não causa impactos ambientais nem na saúde.

 

Conheça os produtos Engefood e deixe a cozinha do seu negócio mais moderna e adaptada às tendências de experiências gastronômicas.

 

Gostou do artigo? Por aqui, você fica por dentro de todas notícias, novidades e lançamentos dos produtos Engefood para o setor food service.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Dica de filme: Gosto se discute

October 22, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags