Cozinha 4.0: como a tecnologia combate o desperdício

June 17, 2020

 

 

O desperdício de alimentos é um problema global: atinge cerca de um terço de toda a comida produzida no mundo. De acordo com a FAO (agência das Nações Unidas preocupada em erradicar a fome), 54% do desperdício ocorre na fase inicial da produção, enquanto 46%, nas etapas de processamento, distribuição e consumo. A realidade, no entanto, tem grandes chances de mudar, principalmente com a contribuição da tecnologia.

 

Reflexo da indústria 4.0, a cozinha 4.0 une os conceitos estudados na engenharia e no campo de TI (tecnologia da informação). Essa integração, facilita a rotina da equipe, otimiza processamentos e reduz custos. A cozinha inteligente também surgiu em resposta às demandas da indústria, como por exemplo o desperdício de alimento, que além de prejudicar o meio ambiente, afeta no faturamento das empresas.

 

Por esse motivo, equipamentos tecnológicos foram desenvolvidos para explorar o máximo dos alimentos, mantendo o sabor, textura e qualidade com técnicas de conservação. Não só isso: todos eles proporcionam economia significativa em recursos considerados naturais, como água, energia elétrica e gás. Além disso, a inteligência por trás desses produtos permite a padronização, otimiza os processos e diminui o retrabalho.

 

Com a cozinha inteligente, as empresas costumam experimentar redução de:

  • 60% na geração de resíduos orgânicos;

  • 21% no gasto de água;

  • 30% em energia elétrica;

  • 66% nos gastos de gás.

Isso significa que a cozinha 4.0 favorece, sobretudo, a sustentabilidade.

Infelizmente, o desperdício de alimentos prejudica o meio ambiente.

 

Isso porque desperdiça todo um processo que envolve o agrotóxicos, água, terras, fertilizantes, desmatamento, transporte, gastos de energia e petróleo. Na tentativa de compensar, a produção aumenta, prejudicando ainda mais o meio ambiente.

 

Na contramão desse ciclo, a cozinha inteligente proporciona redução na geração de resíduos orgânicos e melhor aproveitamento dos alimentos, impactando positivamente a cadeia de produção. Ao longo dos próximos anos, com a maioria das empresas adeptas à cozinha 4.0, o impacto será ainda maior.

 

Equipamentos que combatem o desperdício

Para o melhor aproveitamento dos alimentos e redução na geração de resíduos orgânicos, existem pelo menos três tipos de produtos Engefood.

 

Processadores e cutters

Cutters: Projetados para picar, emulsionar, triturar, fazer massas e mousses, preparar recheios finos e muito mais, os cutters Engefood proporcionam qualidade perfeita ao produto processado em apenas alguns minutos.

 

Mixers de mão: Os mixers de mão são fáceis de operar e ainda possuem alta capacidade: processam de 300 até 500 litros de alimento por vez, incluindo produtos quentes.

Extratores: Os extratores possuem motor industrial potente e robusto de 300 rpm, limitando a oxidação dos sucos que, quando preparados com este equipamento, apresentam um resultado ainda mais saboroso e homogêneo.

 

Despolpadores: Os despolpadores permitem filtrar as preparações de sucos, polpas de frutas, mousses de legumes, bases de molhos, caldos e sopas.

 

Trituradores

A Engefood dispõe de uma completa linha de trituradores de resíduos orgânicos que foram desenvolvidos para suprir às suas necessidades específicas.

  • Diminui o desperdício;

  • Dispensa o uso de lixeiras e câmaras frias para lixo;

  • Elimina o mau cheiro dentro da cozinha.

WasteXPress: Este equipamento da Engefood processa de forma eficiente até 317,5 Kg de resíduos alimentares por hora. Sua tecnologia alia triturador + polpador, reduzindo em até 85% o volume de lixo.

 

Pacojet

Transforma alimentos ultracongelados em texturas ultrafinas como mousses, molhos e sorvetes sem descongelar. Com ele, é possível desenvolver receitas reaproveitando cascas, folhas e sementes, o que reduz o desperdício de resíduos orgânicos. Além disso, sua agilidade permite produzir porções individuais em 20 segundos. Em uma hora, sua capacidade atinge 15 litros de sorvete ou mousses, 15 kg de concentrados de vegetais, ervas ou especiarias ou 150 porções de diferentes sabores de sopas.

 

Fale com um consultor Engefood e descubra como a tecnologia pode diminuir o desperdício em seu negócio.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Dica de filme: Gosto se discute

October 22, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags